Seguidores

♥ CONVITE ♥

Amigos,seguidores e visitantes que entram todos os dias nesse blog,eu gostaria de convida-los e incentiva-los a colocar seus pedidos de oração nessa caixa de texto que está aí ao lado.Sabemos que a oração de um justo pode muito em seus efeitos porque a poderosa palavra de Deus nos afirma isso,e nós levamos a sério o nosso compromisso de orar por você,por sua família,por suas causas,temos uma equipe de intercessores que estarão fazendo isso todos os dias, se você ficar constrangido em colocar a causa aqui apenas coloque seu nome e peça oração e se Deus assim te direcionar nos mande pelo e-mail a causa especifica. Acredite Deus nos dará VITÓRIA.
Nosso e-mail: ass5dejulho@hotmail.com

Todos os dias você separa um tempo para o seu devocional?

quarta-feira, 27 de maio de 2009

A LIBERDADE HUMANA E SEUS LIMITES!!!


Texto: Gn.1.15-17

 Deus criou um paraíso e colocou nele o homem. 


1- A liberdade humana - “De toda árvore do jardim comerás livremente”.
Deus colocou muitas árvores frutíferas à disposição do homem, representando tudo o que Deus 
nos dá para o nosso deleite.

2 - O limite - “mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás”.
Não existe liberdade absoluta. O homem precisa, desde criança, conhecer os seus limites.
A árvore proibida representa aquilo que pertence a Deus, ou aquilo que pertence ao próximo, 
ou aquilo que nos prejudicaria de alguma forma. O que Deus nos dá é muito mais do que aquilo 
que ele nos nega, pede ou proíbe. 

3 - Limites protetores - “no dia em que dela comeres, certamente morrerás”. As proibições divinas
têm o propósito de nos proteger. Não são opressoras mas funcionam como cerca na beira no abismo. 

Conclusão: Usufruamos de tudo o que Deus nos dá e respeitemos os limites que ele estabeleceu
(Pv.22.28). 


Anísio Renato de Andrade – Bacharel em Teologia.

1 Comment:

Ao toque do amor said...

Olá...vim oferecer aos amados irmãos o selinho - amizade de valor. Esse selo é para ser oferecido aos irmãos em Cristo, portanto fiquem a vontade pra isso.

 
Voltar